Missão Técnica visita colônia de produtores de leite

O dia amanheceu gelado em Yankton, Dakota do Sul. A previsão dos meteorologistas para a madrugada era no mínimo três graus – um frio danado para quem mora em Mato Grosso, especialmente em Cuiabá, e está acostumado com o calor de mais de 40 graus. Às 8h saímos do hotel em direção à colônia de descendentes alemães Bon Homme. A colônia, localizada próximo ao rio Missouri, que divide os estados de Dakota do Sul e Nebraska, foi formada em meados de 1900. No local vivem 32 famílias (160 pessoas). A principal atividade econômica é a produção de leite, mas a comunidade também cria suínos e ovelhas e produz soja, milho, trigo e feno de alfafa.

Fomos recebidos por um dos moradores, o senhor Alvin, que nos mostrou uma parte da produção de leite. Segundo ele, a comunidade mantém 300 vacas em lactação, da raça holandesa, produzindo diariamente uma média de 35 litros por vaca em duas ordenhas diárias. O leite é comercializado diariamente para uma indústria.

A lactação de cada animal se estende por 300 dias. O sistema de ordenha é mecânico, modelo carrossel (circular), com capacidade para 36 vacas por giro. As 300 vacas são ordenhadas durante duas horas e meia. Cada uma permanece em produção por aproximadamente oito anos.

O sistema de ordenha na colônia é mecânico, modelo carrossel (circular).

A estiagem nos Estados Unidos este ano também prejudicou a produção agropecuária em Bon Homme. A seca encareceu a o custo da nutrição e, atualmente, a atividade leiteira não tem tido uma boa rentabilidade, conforme relatou Alvin.

O leite produzido na colônia é comercializado a R$ 0,35 o litro (US$ 0,17). Segundo o produtor, este valor está um pouco abaixo do preço médio. Geralmente, o valor do litro costuma ser US$ 0,20 (equivalente a R$ 0,43).

Além da criação de gado de leite, a comunidade possui 1 mil matrizes de suínos e 1 mil ovelhas. Uma parte da propriedade é dedicada ao confinamento de 600 cabeças das raças Angus e Holandesa. Os produtores compram 300 vacas todos os anos, esperam elas darem cria e depois comercializam apenas as vacas, mantendo os bezerros na propriedade. Estes animais abastecem parte do confinamento.

Confinamento
Comitiva da Famato e Senar aprende sobre o processo de produção de leite na colônia Bon Homme.

O analista de pecuária do Núcleo Técnico da Famato, Carlos Augusto Zanata, avalia que o perfil de produção de leite da colônia é diferente do modelo de produção em Mato Grosso. “Em nosso estado a pecuária leiteira é produzida a pasto. As vacas não ficam confinadas. Para nós, o sistema a pasto tem se mostrado mais vantajoso, por ser mais barato. Porém, a produtividade da pecuária desenvolvida a pasto é menor do que o modelo de confinamento que eles adotam aqui, o freestall”, comparou Zanata.

A comunidade planta milho e soja em aproximadamente 2 mil hectares. Na mesma área, também é produzido um pouco de trigo e alfafa para a produção de feno. Neste ano, como a produção de milho rendeu pouco, os produtores optaram em fazer silagem do cereal para alimentar os animais. Apenas o milho plantado na área irrigada teve uma produção pelo menos dentro do esperado.

Produção de milho à direita e no final da estrada dá para ver o rio Missouri que passa pela colônia.

Uma das coisas que nos chamou a atenção foi a baixa temperatura do ambiente onde estavam as vacas holandesas. Alvin explicou que essa redução de temperatura é proposital, pois esta raça se sente melhor em locais com baixa temperatura.

Outro detalhe importante o problema que eles enfrentam de sucessão familiar. Conforme Alvin, os filhos estudam na comunidade durante um tempo e depois saem para fazer cursos fora da comunidade. “Muitos dos nossos filhos estão deixando a colônia. Alguns voltam, mas a decisão é deles. Não gosto de vê-los indo embora, mas são livres para escolher”, relatou cabisbaixo.

Confira mais fotos na nossa página do Facebook: http://www.facebook.com/sistemafamato.

Até mais!

Crianças na creche que fica dentro da colônia.
Mulheres a caminho da roça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s