Argentina: Primeiras impressões

Um dos pontos que realmente nos chamou a atenção neste primeiro dia em Buenos Aires não foi a bela arquitetura da cidade e nem mesmo a calorosa rcepção que tivemos em nossos três encontros. O ponto que nos deixou de cabelo em pé é a tamanha intervenção governista no setor agropecuário. Muito diferente de nós, que reclamamos muito das intervenções que sofremos através de legislações de difícil cumprimento, normatizações excessivas e a alta burocratização, aqui não tem papo: o Governo é seu sócio e ponto. Ele diz o que você pode e o que você não pode produzir, comercializar ou principalmente exportar e ainda por cima raspa praticamente 50% do resultado do negócio dos sojicultores. O pior de tudo é que com Kirchner não há conversa.

Falando um pouco de perspectivas, encontramos algumas variações nas estimativas de produção. Vão de 49 milhões de tonaladas a 55 milhões de toneladas. Tamanha variação torna ainda mais importante nosso giro pelas lavouras argentinas.

Agora, vamos pegar a estrada rumo à cidade de Lincoln, nossa primeira parada pelas lavouras argentinas. Acompanhe nosotros!

DSC_0818
Com os amigos da Globaltecnos: Alejandro e Sebastián

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s