Sim, a Argentina é legal!

A cada dia que passamos na Argentina, mais encantados ficamos com as cidades, as lavouras e também com as pessoas. Até agora fomos tão bem recebidos por todos os lugares que passamos que nem lembramos daquela história de que argentinos e brasileiros não se dão bem. Sim, a Argentina é legal e os argentinos também!

DSC_1135
Saindo da cidade de Venado Tuerto. Estrada linda…
150940_438264926246183_413899841_n
O nível dos alagamentos causados pelas fortes chuvas de novembro e dezembro de 2012 ainda não diminuíram. Nesta área, a cerca foi quase toda coberta pela água.
319827_438264966246179_357445652_n
Mucho maíz.
208298_438265016246174_1209550767_n
E também mucha soja!
486045_438265196246156_1938469736_n
Cerca de 10 fios!!! Os Argentinos gostam mesmo de assegurar suas propriedades…
394834_438265242912818_733376994_n
Gestor do Imea, Daniel Latorraca Ferreira, confere a soja argentina.
536892_438265366246139_1628416781_n
Gestor do Núcleo Técnico da Famato, Eduardo Godoi, ficou impressionado com a qualidade desta lavoura de soja, na região de Venado Tuerto, na província de Santa Fé.
602740_438265456246130_801796244_n
As corujas ‘guardam’ a lavoura de soja.
59558_438265539579455_1786704855_n
Olha a qualidade das rodovias da Argentina. Bem diferente de Mato Grosso, né?
312477_438265612912781_898787386_n
Eduardo Godoi perdido no meio da lavoura de soja segunda safra.
45529_438264609579548_86130546_n
Plantação totalmente destruída pelas chuvas na região de Marco Juarez, na província de Córdoba.
309898_438265806246095_590348199_n
Mais áreas alagadas…
528872_438264489579560_1029022675_n
Lavoura que sofreu com os alagamentos. Na área que foi inundada, a soja cresce mais lentamente.
408275_438264686246207_68770461_n
Saindo da cidade de Venado Tuerto, encontramos esta linda lavoura de girassol.
150937_438266829579326_1536494240_n
Cidade de Inriville.
196223_438264389579570_1448871303_n
No interior da Argentina, a ‘siesta’ é uma tradição levada à sério pela população. Das 14h às 18h o comércio fecha as portas e as pessoas vão para a casa descansar.
36502_438266499579359_1422719238_n
No horário da ‘siesta’, as ruas da cidade ficam completamente vazias!
184760_438266609579348_1797905269_n
Duas da tarde e o comércio fechado. Bem diferente do Brasil…
487097_438266746246001_1177368335_n
Horário de atendimento de loja na Argentina.
484764_438266806245995_408236685_n
Este cartaz está espalhado por todo o país. Os Argentinos ainda reclamam as Ilhas Malvinas, mesmo após 20 anos da Guerra das Malvinas.
910_438266929579316_697116077_n
Em Marcos Juarez, província de Córdoba, visitamos a cooperativa General Paz, que reúne 400 cooperados e tem 60 anos de fundação. São sete unidades que prestam serviços como armazenagem de grãos com 240 mil toneladas de capacidade, transporte de grãos até o porto de Rosário e venda de produtos agropecuários.
523139_438267002912642_502193704_n
Equipe da cooperativa General Paz que nos recebeu muito bem em Marcos Juarez!
72958_438267096245966_1202547236_n
Os estragos causados pela chuva de granizo do dia 16 de dezembro de 2012 ainda podem ser vistos pela cidade de Marcos Juarez. Encontramos muitas árvores caídas.
603115_438267199579289_1416347199_n
No campo, estima-se que 80 mil hectares de soja foram atingidos pela chuva de granizo de dezembro de 2012. Só agora os produtores puderam terminar o plantio e muitos acabaram optando por plantar milho em vez de soja.
150624_438267339579275_2127112438_n
Silo bag em propriedade de Marcos Juarez. Por conta das retenciones do governo argentino, que proíbem os produtores de exportar trigo e os obrigam a vender para o governo, muitos preferem armazenar o produto em suas propriedades à espera de liberação para exportar.
252726_438267122912630_2037961771_n

Carlos Fitzgerald, do Grupo Huinca, em Marco Juarez, mostra como mede a umidade do solo na propriedade.
424033_438267622912580_1861268753_n
Marco Juarez é uma cidade que lembra muito nossas cidades mato-grossenses. É bastante bonita e além do setor agropecuário bem desenvolvido também há várias indústrias. Seus habitantes são todos descendentes de italianos e espanhóis.
181157_438267466245929_196874766_n
A população aproveita muito o verão. Nesta época do ano anoitece por volta das 21h e as pessoas sentam em frente às suas casas para conversar com os vizinhos e curtir o clima.
558412_438267676245908_1991028401_n
Ainda em Marco Juarez visitamos a Associação dos Produtores Rurais da região. Eles ficaram bastante impressionados com a estrutura sindical de Mato Grosso e do Brasil.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s