Pecuaristas de MT visitam propriedade familiar no Kansas

Nossa visita nas propriedades rurais dos Estados Unidos na quarta-feira foi muito produtiva! Começamos pela Triangle H, em Garden City, estado do Kansas conhecido como “Velho Oeste”.

O diretor de Relações Institucionais da Famato Rogério Romanini considerou o dia interessante para adquirir novos conhecimentos.

A propriedade administrada por três irmãos é um exemplo de sucesso com diferencial na pecuária e na produção de grãos. “Iniciativa inteligente de produzir por meio dos grãos a proteína animal que alimentam o gado da própria fazenda otimizando os gastos e aumentando os rendimentos”, opinou Romanini.

A propriedade familiar que tem mais de cem anos já está na quarta geração. Os três irmãos Samuel Hands, Gregory Hands e Tyler Hands estão à frente dos negócios.

O bisavô dos irmãos Hands chegou ao Oeste do Kansas em 1.870 como um cowboy que transportava gado. A partir disso, em 1.905, a família recebeu um pedaço de terra do governo onde começou a construir tudo que existe hoje. A sucessão familiar vem passando desde o bisavô, avô, pai e agora os irmãos.

Fazenda Triangle H em Garden City
Fazenda Triangle H em Garden City

Na propriedade de quatro mil hectares a principal atividade é a pecuária, onde utilizam os métodos de cria, recria e engorda. Há também rotação de produção de grãos, como milho, sorgo, soja, trigo e alfafa. A alfafa é usada para comercialização, como pasto e foragem, e na alimentação do próprio gado.

São mais de seis mil cabeças de gado, sendo dois mil no confinamento e outras duas mil vacas separadas são de cria e recria. Os machos são castrados com a finalidade de engorda.

Para o produtor e presidente do Sindicato Rural de Juara, noroeste de Mato Grosso, Jorge Mariano de Souza o que mais chamou a atenção foi a qualidade dos animais e a estrutura da fazenda. “Uma estrutura simples, porém prática e não é uma estrutura muito cara”, disse.

Confinamento – No confinamento os animais ficam de 150 a 160 dias, entram com peso aproximado de 420kg a 450 kg e saem com aproximadamente 700 Kg. Atualmente a renda bruta por animal varia de U$ 1.900 a U$ 2.000, sendo considerada uma renda bruta muito boa.

As fêmeas têm ganho diário de peso em média 1,3 kg a 1,4 kg e os machos de 1,7 kg a 1,8kg por dia.

Os irmãos ainda arrendam aproximadamente 2.200 hectares em outra região, onde também trabalham com plantação e produção de gado.

A produção de grãos não é suficiente para alimentar as mais de seis mil cabeça de gado e, para complementar a alimentação dos animais, os grãos são trazidos de outras propriedades.

Samuel Hands explicou que em se tratando de estratégias de mercado, a pecuária na região é vantajosa. Segundo ele, compensa a produção de grãos que são transformados em proteína animal.

Na região da propriedade onde existe maior fluxo de água os irmãos optam pela produção de alfafa e milho, e onde há pouca água a opção é pelo sorgo, soja e o trigo.

Inicialmente, a irrigação era feita por canal, depois tubos, e atualmente são pivôs, o que garante a economia de água e com isso conseguem uma melhor produtividade. Além disso, a distribuição da água fica mais eficiente. “Construímos muito mais pastagens de qualidade utilizando menor quantidade de água”, disse Samuel.

MISSÃO TÉCNICA EUA 3

De acordo com Hands 80% da propriedade é irrigada e os 20% da área não irrigada é utilizada para a cultura de sequeiro ou ficam para preservação.

O produtor afirmou que os resultados obtidos se dão pela dedicação e o avanço das tecnologias. “Acredito que o sucesso da nossa propriedade é sorte unida com a determinação do povo de Garden City. Atribuo também aos recursos que temos aqui, como as tecnologias. A água subterrânea e o gás natural, por exemplo, garante uma boa produção de grãos”, disse Samuel Hands.

De acordo com Hands, no Kansas é comum os pais passarem a propriedade para os filhos. “O povo do Kansas tem paixão no que faz e desde cedo transmite esse sentimento para os filhos. Antigamente, tudo era feito do modo antigo ‘serviço braçal’ e nem por isso abandonamos nossas raízes. Agora temos as tecnologias que nos auxiliam muito e as próximas gerações vão herdar isso, principalmente a paixão”, disse o pecuarista.

Rendimento – O peso médio dos animais na propriedade é de 1.478 libras, que é vendido por U$ 2.000 em média. As 1.478 libras equivalem a 671 Kg aproximadamente de peso vivo e não de carcaça. Levando em consideração o ganho de peso de 1,8 kg a 2 kg por dia, o animal que entrou com 450 kg após os 150 dias no confinamento sai com 750 km em média. O rendimento de carcaça é de 60% comparado com o real preço da arroba aqui nos EUA que é de R$ 304,40.

Grupo da Missão Técnica Famato e Senar-MT reunido na Triangle H em Garden City
Grupo da Missão Técnica Famato e Senar-MT reunido na Triangle H em Garden City

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s